O Prêmio Direitos Humanos é a mais alta condecoração do Governo Brasileiro a pessoas e entidades que se destacaram na defesa, na promoção e no enfrentamento e combate às violações dos Direitos Humanos em nosso País.

Conheça os ganhadores desta edição:

Categoria Dorothy Stang – Manoel de Mattos

Categoria Educação em Direitos Humanos – Maria Victoria Benevides

Categoria Enfrentamento à Pobreza – Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (http://www.mncr.org.br/)

Categoria Enfrentamento à Violência – Grupo Cultural AfroReggae (http://www.afroreggae.org.br/)

Categoria Segurança Pública – Departamento de Polícia Rodoviária Federal (http://www.dprf.gov.br/PortalInternet/index.faces)

Categoria Enfrentamento à Tortura – Edinaldo César Santos Junior

Categoria Igualdade Racial – Abdias Nascimento

Categoria Igualdade de Gênero – Cfêmea (http://www.cfemea.org.br/)

Categoria Garantia dos Direitos da População LGBT – Maria Berenice Dias

Categoria Santa Quitéria do Maranhão – Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (AM) (http://www.seas.am.gov.br/mais_eventos.php)

Categoria Erradicação do Trabalho Escravo – Pe. Ricardo Rezende

Categoria Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente – Antônio de Oliveira Lima

Categoria Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa – Conselho Municipal do Idoso de Florianópolis (http://www.pbh.gov.br/leisdeidosos/santa_catarina/florianopolis/florianopolis-lei5371-98.htm)

Categoria Garantia dos Direitos das Pessoas com Deficiência – Rosangela Berman Bieler

Categoria Direito à Memória e à Verdade – Inês Etienne Romeu Categoria Livre – Augusto Boal

Um pouco sobre algumas categorias:

Santa Quitéria do Maranhão – Compreende a atuação em prol da erradicação do sub-registro de nascimento.

Dorothy Stang – Compreende a atuação na qualidade de defensor de direitos humanos, conforme definição da Declaração sobre o Direito eo Dever dos Indivíduos, Grupos e Instituições de Promover e Proteger os Direitos Humanos e as Liberdades Fundamentais Universalmente Reconhecidas, da ONU.

Enfrentamento à Violência – compreende a atuação relacionada à garantia do direito à segurança pública e ao enfrentamento à tortura e a outras penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degragantes, à violência institucional e Às situações de violênvia e de maus-tratos a grupos sociais específicos.

Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente – compreende a atuação relacionada à implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei número 8.069/90.