50 lições pra ser feliz…

Minha esposa enviou este texto por e-mail e acho que vale compartilhar aqui:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Não se leve tão à sério. Ninguém mais leva…
5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.
8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele aguenta.
9. Poupe para aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.
11. Sele a paz com seu passado para que ele não estrague seu presente.
12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.
14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. A vida é muito curta para longas festas piegas. Esteja ocupado vivendo ou esteja ocupado morrendo.
17. Você pode fazer tudo se começar hoje.
18. Um escritor escreve. Se você quer ser um escritor, escreva.
19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.
20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite não como resposta.
21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Se prepare bastante, depois deixe-se levar pela maré..
23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você.
26. Encare cada “desastre” com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo a todos.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta (fantástica).
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.
31. Independentemente se a situação é boa ou ruim, irá mudar.
32. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.
33. Acredite em milagres
34. Deus te ama por causa de quem Deus é, não pelo o que você fez ou deixou de fazer.
35. O que não te mata, realmente te torna mais forte.
36. Envelhecer é melhor do que a alternativa: morrer jovem
37. Seus filhos só têm uma infância. Faça com que seja memorável.
38. Leia os salmos. Eles tratam de todas as emoções humanas.
39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares
40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela AGORA!
42. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeiroso.
43. Tudo o que realmente importa no final é que você amou.
44. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
45. O melhor está por vir.
46. Não importa como você se sinta, levante, vista-se e apareça.
47. Respire fundo. Isso acalma a mente.
48. Se você não pedir, você não ganha.
49. Produza.
50. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente!!!

Estas lições foram escritas por Regina
Brett que tem 90 anos.

Recomendação de leitura

Boa noite amigos!

Gostaria de aproveitar esse espaço para recomendar 02 livros do professor e filósofo Mário Sérgio Cortella, Esses livros são provocantes e inspiradores.

Jpeg

Em Não espere pelo epitáfio, o escritor se utiliza de um conjunto de pensamentos filosóficos acumulados durante uma década para provocar a curiosidade do leitor e explicar questionamentos comuns ao humano contemporâneo.

No Qual é tua obra? Inquietações propositivas sobre gestão, liderança e ética, Cortella faz uma série de questionamentos que levam o leitor a entender melhor seu papel e como se posicionar.

São livros de leitura prazerosa com cerca de 150 páginas e valem muito a pena. Na livraria Saraiva cada um sai por cerca de R$ 22,00. Recomendo!

Existem outras obras do professor, mas ainda não tive chance de comprar, o próximo será Não Nascemos Prontos! Provocações Filosóficas que pela sinopse mostra que  o desafio humano é resistir à sedução do repouso, pois nascemos para caminhar e nunca para nos satisfazer com as coisas como estão. A insatisfação é um elemento indispensável para quem, mais do que repetir, deseja criar, inovar, refazer, modificar, aperfeiçoar.

Faça o bem a alguém

Amigo leitor, mais um ano começa e promessas são feitas, desejos são revigorados e metas são colocadas no papel. Planos de uma vida melhor, de novas conquistas de ganhos financeiros, mudanças de emprego, um novo amor, a lista é grande, mas que tal incluir nessa relação um simples e pequeno objetivo: Fazer o bem a alguém pelo menos uma vez por dia?

Sim, o bem. Quando você pratica o bem, não só ajuda a quem você está aplicando seus esforços como a você mesmo.

Um simples gesto como dar a passagem, agradecer, ceder o seu lugar para alguém, lavar a louça, conversar com alguém que se sinta só, ouvir, enfim, existem muitos exemplos e creio que você já tenha entendido o objetivo aqui.

MSFEsse ano inclui na minha lista, a meta de realizar o bem a alguém em todos os dias do ano. Inicio o ano com uma doação a uma organização médico-humanitária internacional chamada Médicos sem Fronteiras. Com a contribuição que estou dando garanto 02 refeições nutritivas, durante um mês, para 03 crianças desnutridas. O link da organização para quem quiser mais informações é http://www.msf.org.br/

Você não precisa fazer o mesmo, lembre-se, um gesto simples já basta, mas o importante é tentar manter a meta de trazer o bem.

O retorno

Olá amigos!

Bondade

Depois de alguns anos, perdas e mudanças, estou retornando ao meu projeto do Blog com pequenas alterações.

Nessa nova fase, vou procurar escrever mais sobre ética, bondade e respeito ao próximo, pois sinto que são valores em extinção. A vontade de levar vantagem em tudo e sobre todos é algo que vejo cada dia mais e que me incomoda muito.

Sei que não posso mudar o comportamento das pessoas ou até mesmo dizer o que é certo ou errado, mas gostaria de aproveitar esse espaço para expor idéias que talvez possam melhorar nosso convívio como seres bons que somos.

Sinta-se a vontade para comentar.

Um abraço.

Vazamento de petróleo no Golfo – 06 meses depois

Milhares de pessoas ainda não conseguiram retomar suas vidas, a batalha nos tribunais por indenizações promete ser longa e os cientistas não foram capazes de avaliar todos os impactos do maior desastre ambiental da história dos EUA

A explosão no dia 20 de abril da plataforma Deepwater Horizon, operada pela BP no Golfo do México, resultou na morte de 11 trabalhadores e no vazamento de mais de cinco milhões de barris de petróleo. Agora, seis meses depois do acidente, ainda não existem informações suficientes para que seja possível analisar todos os efeitos da tragédia.

Segunda a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) a operação de limpeza teria sido um sucesso, com a maior parte do petróleo tendo evaporado, queimado ou dispersado. Fatores naturais, como a ação de microorganismos, teriam facilitado a degradação, que ocorreu de forma muito mais rápida que a esperada.

Porém, a queda do turismo e as dificuldades de pescadores, criadores de ostras e outras pessoas que dependem do oceano para voltar ao trabalho estão agravando a crise econômica na região.

No caso das ostras, praticamente todos os locais de criação apresentam problemas de mortalidade.

“Eu posso dizer com honestidade que estou muito pessimista com tudo isso. Nós não temos noção da situação. Não temos dados reais do problema e quanto tempo será preciso para resolvê-lo. Esta é nossa vida, não temos outro lugar pra ir”, afirmou à AFP Byron Encalade, presidente da Associação de Criadores de Ostras da Louisiana.

O governo norte-americano reabriu 90% das águas do golfo para a pesca, mas a indústria da região ainda sofre com o prejuízo de ter ficado parada tanto tempo e pela crise em sua imagem.

Sindicatos alegam que a demanda por seus produtos simplesmente não existe mais, pois nesse meio tempo as distribuidoras buscaram novas fontes.

Batalhas legais

Do total de US$ 20 bilhões prometidos pela BP em compensações apenas US$ 1,5 bilhões já teriam sido pagos e literalmente milhares de processos lotam as cortes norte-americanas.

O mais recente deles teve início nesta quarta-feira, com a iniciativa de grupos ambientais que a empresa pague por ter colocado em risco espécies ameaçadas como tartarugas marinhas e baleias.

“Os efeitos nocivos do vazamento irão continuar a ameaçar as espécies por muitos anos. Nós pedimos à justiça que cobre da companhia a garantia de que ela fará todo o possível para minimizar os danos”, explicou Gregory Buppert, advogado da ONG Defensores da Vida Selvagem.

As entidades querem que a justiça ordene a BP a criar um fundo de preservação para as espécies do Golfo do México. O processo não deixa claro o valor do fundo.

O que se pode comemorar com esses seis meses é que nenhum dos piores cenários se confirmou. O vazamento não chegou a atingir toda a costa leste dos Estados Unidos como muitos previram nem causou a morte de milhões de animais.

Mas ainda há vestígios de petróleo em grandes profundidades assim como concentrações anormais de determinados tipos de bactérias que proliferaram com o vazamento. A ação do dispersante COREXIT 9500, usado em grande quantidade pela BP, no ecossistema também ainda precisa ser avaliada.

A única certeza é que os cientistas terão muito que estudar nos próximos anos até que um quadro completo de toda a tragédia possa ser estabelecido.

 

Fonte: Envolverde (http://www.envolverde.com.br/)

Projeto Alia Esporte e Educação

Um projeto chamado de Natação Inclusiva que atende 150 crianças com idades entre 07 e 10 anos recebeu a visita do ex-atleta Gustavo Borges no final de setembro.

 

A meta é estimular a permanência na escola por meio da prática esportiva.

 

O projeto é resultado de parceria entre iniciativa privada, órgãos públicos, ONGs e o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente. Os recursos foram provenientes da Basf para o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente.

 

As aulas são realizadas na Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e beneficiarão também jovens da Apae e da Casa Solar das Crianças, que atende meninas destinadas para a adoção. O objetivo é atuar nos fatores de exclusão social, com a identificação de futuros talentos e valorização da prática esportiva como instrumento de integração entre a escola, a família e a comunidade.

 

O método utilizado visa que o aluno tenha ciência de sua habilidade para o esporte e se desenvolva de maneira correta, fornecendo base e incentivo por meio de condicionamento físico.

 

Fonte: http://www.responsabilidadesocial.com

Ampliação de Proteção – Espécies Fauna e Flora

O governo pretende ampliar a proteção a espécies da flora e da fauna ameaçadas de extinção para 26% até o final do ano. Hoje o percentual é de 3%. Dono da maior biodiversidade do planeta, o Brasil tem 629 espécies ameaçadas de extinção.
De acordo com o diretor de Biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Marcelo Marcelino, um plano de ação define as estratégias de redução de riscos e de recuperação de uma espécie. “O plano também cria um calendário de ações e condições para avaliar o que está sendo executado e que ações estão sendo eficientes para a proteção”, acrescentou.
Apesar do esforço, os resultados apresentados pelo Brasil estão muito aquém dos compromissos assumidos pelo país no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica, o mais importante acordo internacional para a proteção da fauna e da flora do planeta.
“Não cumprimos a meta de ter planos de ação para todas as espécies, mas estamos repactuando essa meta para atingir 100% das espécies em 2014”, disse Marcelino.
O diretor reconhece que, mais do que criar os planos de ação, o desafio é colocá-los em prática. Ele defende que a conservação da biodiversidade seja considerada uma questão central na definição de políticas e investimentos do governo.
“O Brasil vai crescer muito nos próximos anos e isso causa impacto à biodiversidade. Nossa missão é compatibilizar os dois interesses. O ICMBio não é um órgão de obstáculo ao crescimento, queremos o crescimento, mas de forma compatível com a conservação”.
[Ontem] (28), o Brasil assinou convênio com a União Internacional para a Conservação da Natureza para melhorar a avaliação, a conservação e a recuperação das espécies ameaçadas. A instituição internacional é referência nas metodologias para avaliação e conservação de espécies.

O governo pretende ampliar a proteção a espécies da flora e da fauna ameaçadas de extinção para 26% até o final do ano. Hoje o percentual é de 3%. Dono da maior biodiversidade do planeta, o Brasil tem 629 espécies ameaçadas de extinção.
De acordo com o diretor de Biodiversidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Marcelo Marcelino, um plano de ação define as estratégias de redução de riscos e de recuperação de uma espécie. “O plano também cria um calendário de ações e condições para avaliar o que está sendo executado e que ações estão sendo eficientes para a proteção”, acrescentou.
Apesar do esforço, os resultados apresentados pelo Brasil estão muito aquém dos compromissos assumidos pelo país no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica, o mais importante acordo internacional para a proteção da fauna e da flora do planeta.
“Não cumprimos a meta de ter planos de ação para todas as espécies, mas estamos repactuando essa meta para atingir 100% das espécies em 2014”, disse Marcelino.
O diretor reconhece que, mais do que criar os planos de ação, o desafio é colocá-los em prática. Ele defende que a conservação da biodiversidade seja considerada uma questão central na definição de políticas e investimentos do governo.
“O Brasil vai crescer muito nos próximos anos e isso causa impacto à biodiversidade. Nossa missão é compatibilizar os dois interesses. O ICMBio não é um órgão de obstáculo ao crescimento, queremos o crescimento, mas de forma compatível com a conservação”.
[Ontem] (28), o Brasil assinou convênio com a União Internacional para a Conservação da Natureza para melhorar a avaliação, a conservação e a recuperação das espécies ameaçadas. A instituição internacional é referência nas metodologias para avaliação e conservação de espécies.

FONTE: Planeta Sustentável – Ed. Abril